Jovem Aprendiz Banco do Brasil

Publicidade

É comum ouvirmos notícias sobre o fato de que o Banco do Brasil está contratando aprendizes para atuarem nas suas várias agências. Quem já ouviu falar, sabe que o Programa Jovem Aprendiz é uma ótima oportunidade para os estudantes que tem interesse em ingressar no mercado de trabalho.

Na verdade, é muito comum que várias instituições públicas façam a adesão à esses programas, já que eles podem auxiliar vários departamentos dentro do banco. O mesmo vale para empresas privadas e o interessante é que as vagas ao serem abertas, são preenchidas bem rapidamente, provando o quanto a vaga é requisitada.

Publicidade

No entanto, é preciso saber que trata-se de uma oportunidade temporária na qual o jovem aprendiz só conseguirá a efetivação se passar em um concurso público.

Jovem Aprendiz no Banco do Brasil: Benefícios

Atualmente, existem cerca de 5 mil adolescentes que fazem parte do programa no Banco do Brasil em todo o país. E o Banco do Brasil é uma das empresas mais recentes à aderir ao programa e agora está usando 4 décadas de experiência no encaminhamento de jovens ao mercado de trabalho.

Conforme opinião do Banco do Brasil, o objetivo vai muito além da capacitação, já que o programa alia o conhecimento básico do setor, com valores éticos e de responsabilidade socioambiental.

Publicidade
Publicidade

Mesmo porque os participantes, que são estudantes da rede pública, são contratados por meio de entidades sem fins lucrativos que são conveniadas à empresa contratante, no caso o Banco do Brasil.

Contrato do Jovem Aprendiz

O contrato firmado entre empresa e estudante é de 2 anos, prevendo uma carga total de mais de 1,8 mil horas, distribuídas em horas de aprendizagem prática e outra parte dedicada à capacitação teórica.

Além disso, a comunicação oral e escrita são cobradas, na forma de provas de raciocínio lógico e matemático, além de noções de planejamento, direitos humanos, geração de trabalho, preservação ambiental e formas de prevenção ao uso indevido de drogas.

Depois de contratado, o jovem é orientado por um funcionário especialista, que prevê, inclusive, avaliações periódicas e diagnósticos para analisar a evolução do processo de aprendizagem.

O aprendiz, por sua vez, recebe benefícios como: salário, vale-transporte e vale alimentação, seguro-saúde, entre outros.

O Programa está inserido dentro dos requisitos da Lei de Aprendizagem (Lei n. 10.097/00), ao Decreto 5.598/05 e ao Estatuto da Criança e do Adolescente Jovem Aprendiz.

Por fim, é importante dizer que mesmo se tratando de um contrato temporário, o programa não deixa de ser super válido para a sua vida profissional. Já que o conhecimento teórico é aliado ao prático.

Com informações do noticiasconcursos

Publicidade