Jovem Aprendiz Governo Federal

Publicidade

Com um mercado de trabalho cada vez mais acirrado, os jovens tem se distanciado de conseguir seus primeiros empregos. Qualquer diferencial pode ser fatal, mas para quem ainda não teve oportunidade conseguir adquirir experiência, o resultado parece ser cada vez mais pessimista.

Publicidade

É com o intuito de aproximar o jovem estudante do mercado de trabalho que o Programa Jovem Aprendiz foi criado.

O Programa funciona da seguinte forma: é uma conexão que o jovem vai ter entre o estudo e o trabalho. Assim, são oferecidas bolsas de estudo para os jovens (entre 14 e 24 anos) e uma oportunidade de trabalho temporário em alguma empresa que pode ser pública ou privada.

Apesar de ser focado no 1º emprego, quem já trabalhou também poderá concorrer à uma das vagas, desde que queira conhecer novas técnicas para a sua atuação. No entanto, a regra geral é: ter estudado ou estar estudando na rede pública de ensino.

Observação: se o aluno estudou na rede particular, mas teve uma bolsa integral durante todos os anos, então, também pode participar do programa.

Como se Cadastrar no Programa Jovem Aprendiz

Não existe site fixo ou telefone fixo para fazer o cadastro. Nem mesmo no site do Governo Federal. Isso porque as inscrições são feitas diretamente no site das empresas que participam do programa.

Também não existem prazos definidos para a contratação.

Ou seja, quem quiser concorrer à uma das vagas vai precisar ficar atento aos sites das empresas participantes, mesmo porque as vagas costumam ser preenchidas rapidamente, tamanha é a concorrência e o interesse pela oportunidade.

Quais os cursos oferecidos e os direitos

Os cursos são oferecidos de acordo com as empresas, também. O Pronatec (Programa de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), por exemplo, disponibiliza cursos como os de Serviço de Hoteleiros, Vendas, Administrativos, Recepção, Informática, Caldeiraria, Logística, Técnico em Enfermagem, entre outros.

Quanto aos direitos, todos têm os mesmos direitos de um trabalhador comum, efetivado. Portanto, o jovem aprendiz tem direito ao INSS, FGTS, 13º salário, salário mínimo, férias, vale transporte, vale alimentação, assistência médica, entre outros.

Então, além dos benefícios, os jovens aprendizes que se destacarem poderão ser efetivados no caso de empresas privadas. Já nas públicas, o interessado vai precisar passar pelo concurso público.

Quais empresas Contratam Jovens Aprendizes?

Atualmente são várias: Caixa Econômica Federal, Casas Bahia, Nestlé, Correios e Coca Cola, por exemplo. Todas fazem parte das chamadas empresas de grande porte e isso acontece porque o Governo Federal criou uma lei que obriga elas a manterem ao menos 5% do quadro de funcionários destinado à estagiários ou jovens aprendizes.

Com informações do Governo Federal

Publicidade
Publicidade